Unidade Regina Pacis

Nossa História

1920

Os Agostinianos chegaram em nosso país em 1899, mas foi no fim da década de 20 que os Superiores da Província Matritense (no Mosteiro Escorial), preocupados com a situação da Espanha, resolvem enviar alguns jovens religiosos para o Brasil, no período de 1929 a 1933, com o intuito de salvar e promover as vocações, diante da catástrofe que se avizinhava com a Guerra Civil Espanhola. Assim, são fundadas inúmeras comunidades e paróquias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

1934

Início das atividades do Colégio Santo Agostinho, em Belo Horizonte. Primeiramente, em um imóvel alugado na Av. Olegário Maciel e, posteriormente, em uma sede própria construída na Av. Amazonas, sob a orientação do Padre Carlos Vicuña e inaugurada no dia 28 de março de 1936.

1960

É inaugurado em Belo Horizonte/MG, pelas Religiosas Concepcionistas Missionárias do Ensino - presentes no Brasil desde 1912 – o Colégio Regina Pacis – Rainha da Paz, atendendo inicialmente a 52 alunas. Durante toda sua história, o Colégio foi responsável pela formação pedagógica e humana de crianças e jovens, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

1977

Em um terreno de 6.000 m² doados pelo município, a Unidade de Contagem começa a funcionar no bairro Jardim Riacho das Pedras. No início de suas atividades, o Colégio era uma pequena comunidade educativa, composta de 256 alunos de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, oriundos do extinto Instituto Pluminha Azul e então acolhidos pelos padres e educadores agostinianos.

2007

É inaugurado o Colégio Santo Agostinho unidade Nova Lima, com os segmentos do Maternal até a 1ª série do Ensino médio. Atualmente possui do Maternal até a 3ª série do Ensino Médio.

2017

A Sociedade Inteligência e Coração – SIC, mantenedora de todas as Unidades do Colégio Santo Agostinho, assume a gestão pedagógica e administrativa do Colégio Regina Pacis. Junto à inciativa, a infraestrutura existente também recebe reformas e melhorias para que, em 2018, seja inaugurado o Colégio Santo Agostinho – Regina Pacis com um futuro promissor.​